Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Melhores Vinhos América Latina’

Foi lançado na semana passada o “GUIA DESCORCHADOS 2015”, o mais completo guia de vinhos da América Latina, que nesta edição adicionou novidades ao destacar as recentes mudanças na viticultura do Chile (novos estilos, novas regiões…), avaliar vinhos uruguaios e incluir conceituados espumantes brasileiros.

guia-descorchados-2015

O evento promovido por Patrício Tapia, autor do Guia, e pela INNER Editora, responsável pela Revista Adega, reuniu inúmeros jornalistas e profissionais ligados ao setor do vinho. No restaurante Praça São Lourenço, em São Paulo, todos puderam desfrutar da presença de mais de 55 produtores da Argentina, Brasil, Chile e Uruguai, que apresentaram os rótulos melhor pontuados pelo Guia.

Foram destaques da Argentina o “Imperfecto Malbec 2012”, do enólogo Daniel Pi do grupo Trapiche, ao lado do clássico “Achával Ferrer Bela Vista 2012”, um Malbec de elegante complexidade, da região de Pedriel. O “White Stones Chardonnay 2012″, da conhecida vinícola Catena Zapata, foi eleito o melhor branco argentino.

Do Uruguai, o melhor tinto foi o emblemático ” Amat Tannat 2009″, produzido com uvas de um único vinhedo de 30 anos de idade, na região de Cerro Chapeu, pela Bodegas Carrau. Uma surpresa foi a escolha do “Arneis 2014”, da vinícola Vinhedo de los Vientos, como o melhor branco do Uruguai.

Dois Cabernet Sauvignon do Chile alcançaram 96 pontos: “Silencio 2010” da Cono Sur, e o “Casa Real 2011” da vinícola Santa Rita. Os tintos “Marques de Casa Concha Limited Edition” da gigante Concha Y Toro, juntamente com o “Specialties Tinto Malbec 2013”, da vinícola Santa Carolina, e o “Cousino Macul Lota 2009”, também se sobressaíram com excelente pontuação.

Dentre os brancos chilenos destacou-se como melhor Moscatel o “Viejas Tinajas Muscat 2013” da De Martino, ao lado dos melhores Sauvignon Blanc, o “Leyda Lot 4 2014” e o “Laberinto 2014”.

Os espumantes do Brasil tiveram especial atenção ao integrar pela primeira vez a lista de vinhos do Guia Descorchados. O destaque nacional foi o espumante “Terroir Nature 2009”, elaborado pelo enólogo Mario Geisse, da vinícola Cave Geisse. Tiveram uma boa pontuação o “Champenoise” (Chardonnay e Pinot Noir) e o “Moscatel” (método Charmat), ambos da Casa Perini, o “Casa Valduga Gran Reserva Nature”, o Adolfo Lona “Pas Dosé Nature” e o Pizzato “Vertigo Brut Nature”. Foram premiados como revelação do ano o Rosé “Espíritu Pacômico Ancestral” de Eduardo Zenker e o “Nature 2007” da vinícola Estrelas do Brasil.

Essa é apenas uma pequena mostra dos vinhos avaliados e citados na décima sétima edição deste respeitável Guia que chega ao mercado como preciosa fonte de informações, com mais de 1000 páginas e cerca de 400 vinícolas. Parabéns ao autor Patrício Tapia, aos seus colaboradores e à INNER Editora, que se empenharam na importante tarefa de por em evidência os melhores vinhos da América Latina, dar destaque a produtores menos conhecidos, e, principalmente, nortear  consumidores e profissionais na escolha segura de seus vinhos.

Maria Uzêda

Read Full Post »