Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Toscana’

ImagePara os enófilos de carteirinha, um passeio pela Toscana pode ser uma experiência ímpar, prazerosa e inesquecível, pois essa é uma região com enorme concentração de competentes, audaciosos e ambiciosos produtores vinícolas.

Na Toscana tudo nos encanta: a paisagem pontilhada pelos ciprestes, as verdes colinas que formam grandes ondulações, as vilas com suas casas de telhados de terracota, as cidades medievais muradas, os castelos vinícolas como o “Vicchiomaggio” e o “ Verrazzano” cheios de história, mas um fato que também nos impressiona é a quantidade incrível de enotecas e cantinas que podemos encontrar nas cidades da região. Muitos desses estabelecimentos estão guarnecidos com a ImageEnomatic que é uma máquina italiana que permite ao cliente fazer degustações de alto nível. A Enomatic possui um sistema de vedação altamente eficiente que garante a integridade do produto, mesmo depois de aberto por vários dias. Na cidade de Greve in Chianti, por exemplo, mais de 140 rótulos podem ser degustados na “Cantine di Greve in Chianti”, graças a essas máquinas e à  profissional e simpática orientação do Felippo, funcionário há anos na loja.Image

Além dos vinhos, você pode também experimentar azeites, queijos e salames, tudo produzido na área. Para isso basta comprar um “wine card” cujo preço varia de 10 a 25 euros que você vai gastando com a degustação dos vinhos ou na aquisição ou consumo de qualquer outro produto da loja.

Quando estive na “Cantine”, Felippo me apresentou um Chianti Clássico Riserva 2007, “Lamole di Lamole” DOCG, do “Vigneto di Campolungo”. Pode-se dizer que esse vinho exemplifica bem toda a exuberância da uva Sangiovese criada no privilegiado “terroir” da Toscana e manuseada com atenção e respeito. De coloração rubi intenso e brilhante, exala os aromas de frutos negros do bosque, com notas de especiarias e taninos aveludados, originando um vinho fresco, elegante e muito agradável.

Outro vinho interessante degustado foi o Supertoscano “Brancaia il Blue” 2007, da Casa Brancaia. Vinho complexo e intenso, elaborado com as uvas Sangiovese, Merlot e um pouco de Cabernet Sauvignon, passou 20 meses em barrica. É conveniente lembrar aqui a respeito do termo “Supertoscano”: usado para designar vinhos de alta qualidade da Toscana, esse nome refere-se àqueles vinhos que, nas décadas de 70/80, ousaram desafiar as regras italianas de denominação de origem controlada, utilizando uvas e métodos não autorizados. Listados entre os melhores vinhos da Itália, hoje alcançam preços bem altos e são supervalorizados.

A surpresa final ficou por conta do “Castell’in Villa”, um Chianti Clássico Riserva DOC “encontrado” em meio às raridades mais antigas da loja. Com safra de 1982, comprei essa estrela para uma homenagem especial que farei a minha filha sommelière que nasceu no ano de 1982.IMG_0891

Conhecida como a maior enoteca do Chianti Clássico, a Cantine di Greve in Chianti fica aberta todos os dias, das 10 às 19 horas, inclusive feriados. Para saber mais, acesse o site www.lecantine.it  ou o e-mail: info@lecantine.it .

Maria Uzêda

Anúncios

Read Full Post »

vinicola-speri-italia-lucca-speri Em viagem à Itália, graças a um contato meu feito na última edição da EXPOVINI SP, pude visitar Luca Speri, um dos membros da Família Speri que se orgulha em manter a quinta geração consecutiva no comando dos negócios vinícolas no coração da região da Valpolicella DOC. Luca, recém chegado de viagem aos Estados Unidos, estava atarefadíssimo em seu escritório, por isso pode apenas me cumprimentar e dar as boas vindas. Sua irmã Chiara foi quem me acompanhou em agradável e inesquecível visita.

A vinícola Speri tem sua sede no município de Pedemonte. Donos de 50 ha de vinhedos, produzem cerca de 350.000 garrafas por ano, utilizando exclusivamente uvas de suas terras. Sua produção de vinhos leva em consideração as diferentes características dos vários terroirs da área do Valpolicella Classico, tais como “La Roggia”, “La Roverina” e o excepcional “Vigneto Monte Sant’Urbano”.

O vinho Valpolicella é obtido a partir do corte básico de Corvina, Rondinela e Molinara, segundo a regulamentação da Valpolicella DOC. As versões de mais alta qualidade do vinho Valpolicella (produzidas em menores quantidades) são o Recioto e o Amarone. Eles começam a ser produzidos após um cuidadoso trabalho de seleção manual das uvas que serão então submetidas ao método de secagem chamado na Itália de “appassimento”. Elas secam em estantes ou engradados, em temperatura ambiente, por pelo menos três meses. Ao final, apresentam a metade do seu tamanho original, alta concentração de açúcar e assim, estão prontas para a vinificação.

O Amarone é um vinho tinto encorpado, rico em sabores que lembram geléia de cerejas, doce de ameixa, uva passa, chocolate amargo e especiarias. Seu teor alcoólico atinge frequentemente 15 ou até 16 por cento. É um vinho envolvente, complexo e aveludado.

O Recioto é a versão doce do Amarone, obtida quando a fermentação é interrompida, seja de forma natural ou por interferência externa, resultando em vinho tinto potente e doce, exprimindo sabores intensos de cerejas, ameixas e defumado, com um final levemente amargo.

uva-passificada-vinicola-speri O Valpolicella Ripasso é um vinho que, durante seu processo de vinificação, recebe a adição das cascas não prensadas do vinho Amarone, tendo assim seus sabores mais intensificados e o teor alcoólico aumentado.

A Família Speri tem uma longa história, com fortes raízes na Região da Valpolicella DOC, tornando-se uma referência na produção de vinhos de alta qualidade e um grande intérprete de um dos mais prestigiados vinhos da Itália: o Amarone.

Dessa forma, penso que, ao elaborar até hoje, vinhos a partir de uvas de seus próprios vinhedos, colhidas manualmente, cuidadosamente selecionadas, acompanhando o processo de vinificação em todas as suas fases, da colheita ao engarrafamento, a Família Speri nos comunica através de cada garrafa a emoção que um vinho pode criar, a riqueza de suas terras e os valores de suas antigas tradições.

Maria Uzêda

Read Full Post »