Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘CASA VALDUGA’

Aconteceu no Espaço Traffô, em São Paulo, no dia 11 de abril, o lançamento da 19ª edição do Guia de vinhos DESCORCHADOS 2017, com 1.088 páginas, mais de 400 vinícolas apresentadas e cerca de 4.000 vinhos degustados, avaliados e pontuados. O evento de lançamento do Guia é uma iniciativa de Patricio Tapia, autor do livro, e da Editora INNER, responsável pela Revista ADEGA e outras publicações e reuniu mais de 95 produtores e enólogos dos melhores vinhos da América do Sul. Estiveram presentes inúmeros representantes da imprensa e profissionais do vinho que lotaram o Espaço e tiveram a oportunidade ímpar de degustar os mais bem pontuados rótulos
O Guia apresenta um quadro completo dos principais países sul-americanos produtores de vinho (Argentina, Brasil, Chile e Uruguai), descrevendo todas as regiões vinícolas, contando a história de cada vinícola e, principalmente, revelando as atuais tendências da produção vinícola da América Latina.

Evento-Descorchados-2017-Vinhos
Uma das novidades da produção argentina, por exemplo, surge com o novo estilo dos Malbec, mais frescos e com mais acidez, e a incipiente ousadia surgida com a redescoberta da cepa Criola, uma das primeiras variedades introduzidas na América pelos colonizadores europeus.

No Brasil, os espumantes continuam sendo o que de melhor fazemos. Os destaques mais estrelados desta vez são os Nature elaborados pelo método tradicional.

No Chile, pequenos produtores estão apresentando vinhos autorais, elaborando, por exemplo, excepcionais Cabernet Sauvignon de terroir com menos traços de madeira, influenciando dessa maneira as grandes vinícolas chilenas.

Descorchados-2017-vinhos-carmen-chile
No Uruguai, a cepa emblemática do país, a Tannat, que sempre apresentou sua face rústica, está sendo vinificada também num estilo mais leve, mais acessível, para se beber à beira da piscina. Além disso, alguns projetos inovadores estão dando margem à viticultura atlântica, originando um “novo Uruguai face ao mar”.

Seguem abaixo alguns destaques dentre os rótulos mais bem pontuados:

Argentina:
1- “Seminare” Malbec 2015, vinícola Gente Del Alma (99 pts)
2- “Adriana White Bonnes” Chardonnay 2013, Catena Zapata (97 pts)
3- “Cuveé Nature” Pinot Noir, Chardonnay, vinícola Cruzat (94 pts)
4- “Silvestra” Rosé Pinot Noir 2016, Bodega Sylvestra (92 pts)

Brasil:
1- “Cave Geisse Terroir Nature” 2011, vinícola Geisse (93 pts)
2- “La Belle Blanche Brut Rosé”, Enos Vinhos de Boutique (92 pts)
3- “130 Brut Blanc de Noir 2013, Casa Valduga (92 pts)
4- “Gran Reserva Nature 60 meses, Casa Valduga (92 pts)

Chile:
1- “Las Tres Marias Vineyard” Cabernet Sauvignon 2011, Gandolini (98 pts)
2- “20 Barrels El Centinela Estate” Sauvignon Blanc 2016, Cono Sur (97 pts)
3- “Brut Nature” Chardonnay, Pinot Noir 2014, Caballo Loco (94 pts)
4- “Brut Nature” Chardonnay, Pinot Noir NV, Morandé (94 pts)

Uruguai:
1- “Amat” Tannat 2011, Bodegas Carrau (95 pts)
2- “Single Vineyard” Albarinho 2016, Bodega Garzón (94 pts)
3- “Sin Barrica” Tannat 2016, Bodega Bouza (93 pts)
4- “Ombú Reserve” Cabernet Franc 2016, Bodega Bracco Bosca (93 pts)

descorchados-guia-de-vinhods-america-latina-2017

Essa é apenas uma pequenina amostra dos milhares de vinhos apresentados no Guia. O admirável trabalho do crítico de vinhos Patricio Tapia descortina um cenário inebriante do mundo vinícola, o que torna essa edição, sem dúvida, uma indispensável fonte de referência internacional dos melhores vinhos da América Latina.

Maria Uzêda.

Anúncios

Read Full Post »

Uma das melhores coisas da vida é viajar. Uma viagem não precisa de motivos, ela simplesmente é consequência de um natural impulso aventureiro que todo ser humano possui. E para os enófilos de carteirinha, é uma excelente oportunidade para desbravar o mundo do vinho, tornando o seu passeio muito mais interessante. É o que chamamos hoje em dia de “enoturismo”, um segmento da atividade turística que vem conquistando cada vez mais adeptos.

vinhedos-douro-portugal

Vinhedos do Douro, Portugal

Segundo a “Condé Nast Traveller”, uma das mais prestigiadas revistas de viagens do mundo, Portugal foi eleito em 2013 como o melhor destino do planeta para se viajar, em especial, pelas regiões do Alentejo e do Douro. Mas, é claro, outros inúmeros destinos por regiões vinícolas mundo afora oferecem maravilhosos atrativos. Aqui mesmo, no Brasil, por exemplo, há vários circuitos pelas diferentes regiões vinícolas, com roteiros especiais no tema da enofilia, quer para leigos como para especialistas.

“Rota do Sabor” e “Caminhos de Pedra” são boas opções de passeio na Serra Gaúcha. Um jantar harmonizado com vinhos locais no Hotel-restaurante Casacurta, em Garibaldi, ou ainda um piquenique no parreiral da pequena vinícola familiar Cristófoli, no distrito de Faria Lemos, próximo a Bento Gonçalves, são encantadoras alternativas para o turista apaixonado por vinho.

A vinícola Casa Valduga, no Vale dos Vinhedos, é responsável pela implantação do primeiro complexo enoturísticos do Brasil, dispondo de ampla sala de degustação, restaurantes e aconchegantes pousadas com vista para os parreirais. A famosa vinícola Miolo oferece visitas guiadas por enólogos, passando pelos vinhedos, pelas instalações de elaboração do vinho, terminando na sala de degustação. São verdadeiras aulas. E para quem não abre mão das mordomias, uma das melhores paradas é o Hotel Spa do Vinho no Vale dos Vinhedos, em frente à Miolo.

garrafas em autólise no pupitre remuage

Outra região vinícola é destaque no sul do Brasil: a Campanha Gaúcha. Apesar de menos conhecida que a Serra Gaúcha, vem chamando a atenção pelos bons vinhos ali produzidos. A vinícola Guatambu, por exemplo, que recebeu em 2014 o prêmio de melhor vinho tinto nacional na maior feira de vinhos da América Latina, a Expovinis de SP, oferece aos visitantes a “Guatambu Estância do Vinho”, um complexo enoturístico com visita guiada às suas instalações vinícolas consideradas uma das mais modernas do País, com um respeitável restaurante especializado em parrilla e cavalgadas pela propriedade. Localizada próximo à cidade de D. Pedrito (RS), no km 265 da BR 293, a vinícola Guatambu é uma atração enoturística imperdível.

Entretanto, se por acaso, você planejar uma viagem ao Nordeste, saiba de antemão que há por lá a chamada “Rota da Uva e do Vinho” que vem fortalecendo o turismo no Vale do São Francisco, com várias vinícolas situadas entre o norte da Bahia e o sertão pernambucano. Essa área vitivinícola abrange os municípios pernambucanos de Lagoa Grande, Petrolina e Santa Maria da Boa Vista, além de Casa Nova, cidade baiana que implantou o enoturismo na região, graças à vinícola Miolo que vem fazendo grandes investimentos nessa região.

A Miolo possui atualmente excelente infraestrutura para acolher o turista. Inaugurou um passeio pelo velho Chico a bordo do “Vapor do Vinho”. O roteiro enofluvial começa, na verdade, em terra firme, acolhendo, em Juazeiro, os viajantes que seguem num micro-ônibus até Sobradinho, onde, na represa, embarcam no vapor, passando pela eclusa para desembarcar mais adiante na vinícola Ouro Verde, sede da Miolo no NE. No trajeto, que dura cerca de duas horas e meia, com algumas paradas pitorescas, o turista pode desfrutar de uma degustação de comidas típicas e dos vinhos e espumantes “Terranova” da Miolo, animados por música ao vivo. Uma vez na vinícola, pode-se visitar as instalações e conhecer (e comprar) toda a linha de vinhos produzidos, inclusive o “Testardi Syrah” 2011, premiado na Expovinis de 2012, como o melhor tinto nacional.

rota-da-uva-e-do-vinho-vale-são-francisco

Em Lagoa Grande, a vinícola Vinibrasil oferece também uma boa programação enoturística, proporcionando ao visitante a oportunidade de conhecer todo o processo de produção de seus vinhos de latitude, como também almoçar, harmonizando a refeição com os vinhos locais, além de poder fazer um passeio pelo rio.

Essas são algumas das opções de passeios que os apreciadores de vinho podem fazer sem ter que sair do Brasil. Outras sugestões podem ser encontradas no blog “www.sommeliere.com.br” que fala tudo sobre vinhos e compartilha experiências incríveis do mundo do vinho.

“O que boa parte dos viajantes busca hoje são experiências enriquecedoras – o conhecimento que se pode trazer de uma viagem é considerado mais importante do que qualquer mercadoria” (Aguinaldo Záckia). Dessa forma,os destinos enoturísticos descortinam um mundo fascinante moldado especialmente para você que é apaixonado por essa bebida secular tão sedutora: o vinho.

Maria Uzêda de Almeida Prado Xavier

Contatos:

www.sommeliere.com.br

www.casavalduga.com.br

www.miolo.com.br

visita@guatambuvinhos.com.br

www.vinibrasil.com.br

www.degustadoresemfronteiras.com.br

Matéria publicada na edição de fevereiro da revista do Círculo Militar de São Paulo.

A autora dessa matéria é sommelière formada pela ABS (Associação Brasileira de Sommelier).

Read Full Post »