Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Eventos’ Category

Aconteceu no Espaço Traffô, em São Paulo, no dia 11 de abril, o lançamento da 19ª edição do Guia de vinhos DESCORCHADOS 2017, com 1.088 páginas, mais de 400 vinícolas apresentadas e cerca de 4.000 vinhos degustados, avaliados e pontuados. O evento de lançamento do Guia é uma iniciativa de Patricio Tapia, autor do livro, e da Editora INNER, responsável pela Revista ADEGA e outras publicações e reuniu mais de 95 produtores e enólogos dos melhores vinhos da América do Sul. Estiveram presentes inúmeros representantes da imprensa e profissionais do vinho que lotaram o Espaço e tiveram a oportunidade ímpar de degustar os mais bem pontuados rótulos
O Guia apresenta um quadro completo dos principais países sul-americanos produtores de vinho (Argentina, Brasil, Chile e Uruguai), descrevendo todas as regiões vinícolas, contando a história de cada vinícola e, principalmente, revelando as atuais tendências da produção vinícola da América Latina.

Evento-Descorchados-2017-Vinhos
Uma das novidades da produção argentina, por exemplo, surge com o novo estilo dos Malbec, mais frescos e com mais acidez, e a incipiente ousadia surgida com a redescoberta da cepa Criola, uma das primeiras variedades introduzidas na América pelos colonizadores europeus.

No Brasil, os espumantes continuam sendo o que de melhor fazemos. Os destaques mais estrelados desta vez são os Nature elaborados pelo método tradicional.

No Chile, pequenos produtores estão apresentando vinhos autorais, elaborando, por exemplo, excepcionais Cabernet Sauvignon de terroir com menos traços de madeira, influenciando dessa maneira as grandes vinícolas chilenas.

Descorchados-2017-vinhos-carmen-chile
No Uruguai, a cepa emblemática do país, a Tannat, que sempre apresentou sua face rústica, está sendo vinificada também num estilo mais leve, mais acessível, para se beber à beira da piscina. Além disso, alguns projetos inovadores estão dando margem à viticultura atlântica, originando um “novo Uruguai face ao mar”.

Seguem abaixo alguns destaques dentre os rótulos mais bem pontuados:

Argentina:
1- “Seminare” Malbec 2015, vinícola Gente Del Alma (99 pts)
2- “Adriana White Bonnes” Chardonnay 2013, Catena Zapata (97 pts)
3- “Cuveé Nature” Pinot Noir, Chardonnay, vinícola Cruzat (94 pts)
4- “Silvestra” Rosé Pinot Noir 2016, Bodega Sylvestra (92 pts)

Brasil:
1- “Cave Geisse Terroir Nature” 2011, vinícola Geisse (93 pts)
2- “La Belle Blanche Brut Rosé”, Enos Vinhos de Boutique (92 pts)
3- “130 Brut Blanc de Noir 2013, Casa Valduga (92 pts)
4- “Gran Reserva Nature 60 meses, Casa Valduga (92 pts)

Chile:
1- “Las Tres Marias Vineyard” Cabernet Sauvignon 2011, Gandolini (98 pts)
2- “20 Barrels El Centinela Estate” Sauvignon Blanc 2016, Cono Sur (97 pts)
3- “Brut Nature” Chardonnay, Pinot Noir 2014, Caballo Loco (94 pts)
4- “Brut Nature” Chardonnay, Pinot Noir NV, Morandé (94 pts)

Uruguai:
1- “Amat” Tannat 2011, Bodegas Carrau (95 pts)
2- “Single Vineyard” Albarinho 2016, Bodega Garzón (94 pts)
3- “Sin Barrica” Tannat 2016, Bodega Bouza (93 pts)
4- “Ombú Reserve” Cabernet Franc 2016, Bodega Bracco Bosca (93 pts)

descorchados-guia-de-vinhods-america-latina-2017

Essa é apenas uma pequenina amostra dos milhares de vinhos apresentados no Guia. O admirável trabalho do crítico de vinhos Patricio Tapia descortina um cenário inebriante do mundo vinícola, o que torna essa edição, sem dúvida, uma indispensável fonte de referência internacional dos melhores vinhos da América Latina.

Maria Uzêda.

Read Full Post »

Aconteceu pela primeira vez, em São Paulo, no Espaço Traffô, um evento promovido por um grupo de vinhateiros independentes do Chile, com o apoio do ProChile e assessoria da Destination Wine. Estiveram presentes as 32 vinícolas que hoje compõem esse grupo, com a participação de seus respectivos representantes, proprietários e enólogos que apresentaram seus produtos, contaram suas histórias e interagiram com o público convidado de uma forma muito simpática.

movi-night-movi-chile-evento

O MOVI CHILE (Movimento de Vinhateiros Independentes do Chile), que nasceu em 2009, é uma associação de pequenos produtores familiares, com experiências variadas e muita diversidade na filosofia de fazer vinho. Quem se associa ao grupo deve trazer algo a mais, uma contribuição ao projeto MOVI. Inovar, pesquisar e desenvolver o que já está estabelecido e conhecido é palavra de ordem, visando a produção de vinhos de alta qualidade, em pequenas quantidades de forma artesanal e independente, expressando o melhor de seu “terroir”.

O MOVI NIGHT foi uma noite de deleite e gratas surpresas. A exposição estava dividida em três grupos de vinhos ou três “Flights”.

No Flight A, vimos o “Novo Chile” com ótimos exemplares de Sauvignon Blanc, Pinot Noir e Syrah. Especial destaque para:

tobiano-chile.JPG

1- “D” La Recova 2015, um Sauvignon Blanc do Vale de Casa Blanca, com 92 pontos na edição Descorchados 2016.

2- “Kingstone Family Vineyards” 2013, um excelente Pinot Noir do Vale de Casa Blanca.

3- “Starry Night” 2010, um maravilhoso Syrah do Vale do Maipo.

4- “Polkura” 2010, espetacular blend de Colchágua elaborado com Syrah, Viognier, Malbec, Grenache e Cabernet Sauvignon.

No Flight B, degustamos os “Clássicos Recarregados”, com vinhos mais encorpados e com muita personalidade que incluía Carmenères e fabulosos blends. Veja abaixo alguns destaques:

foto 1 (2)

1- “Peumayen” Gran Reserva 2014, 100% Carmenère, do Vale do Aconcágua.

2- “Rucumilla” 2011, um impressionante vinho orgânico elaborado com Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Malbec e Syrah.

3- “Flaherty” 2013, um maravilhoso blend do Vale do Aconcágua, com 16 meses de barrica. Seu produtor, o californiano Ed Flaherty, que estava presente no evento, é um dos membros fundadores do MOVI CHILE.

ed-flaherty-chile-wines.JPG

4- “Montelig” 2009, um espetacular blend da Von Siebenthal, fundada em 1998 por Mauro von Siebenthal, advogado suíço aficcionado por vinho.

5- “Casa Bouzá” 2013, excepcional blend feito com uvas orgânicas Carmenère, Syrah e Cabernet Sauvignon, de vinhedos próprios no Vale do Maipo.

No Flyght C, o tema era “O Antigo agora é o Novo”, e apresentou vinhos produzidos desde o Atacama até o Vale do Maule. Eis alguns deles:

1- “Armidita” 2013, 100% Moscatel, vinho de sobremesa originário da região desértica do Atacama.

2- “Lot 47”, Garage Wine 2013, 100% Carignan.

garage-carignan-movi-chile-wines

3- “Ins Tinto”, Garage Red Wine 2013, blend elaborado com Cabernet Sauvignon, Carmenère, Syrah e Petit Verdot do Vale do Maule, com 12 meses de barrica francesa, ganhou 93 pontos na edição Descorchados 2016.

Nessa primeira edição do MOVI NIGHT, pudemos constatar o quanto os vinhateiros independentes do Chile trabalham de forma séria, moderna e entusiástica e estão prontos para levar adiante a sua história. Parabéns a todos os integrantes do MOVI CHILE que se empenham em produzir vinhos com a capacidade de nos emocionar.

Maria Uzêda

Read Full Post »

World Wine Experience: Vinhos do Novo Mundo

No dia 22 de setembro, em São Paulo, e 24 no Rio de Janeiro, acontecerá mais uma edição da World Wine Experience que terá como tema vinhos do Novo Mundo.

DEGUSTAÇÃO DE VINHOS

Nesta edição, serão apresentados 23 produtores de países como Argentina, Chile, Uruguai, África do Sul, Austrália, Marrocos, Estados Unidos e Nova Zelândia. O encontro permitirá aos amantes do vinho conhecer um pouco da história das vinícolas e as novidades, em contato direto com os produtores. Tudo isso da maneira mais divertida: degustando!

As marcas presentes serão: Vik, Alto Las Hormigas, Andeluna, Finca Sophenia, Atamisque, Vallisto, Aniello, Odjfell, Bisquertt, Viña Tabali, Viña Laroche, Clos des Fous, Garzón, L’Avenir, Angove, Tandem, Beringer, Schubert Wines, Château St. Jean, Domaine Serene, Etude, Stags´Leap Winery e Tablas Creek.

Uma das novidades será o grupo Vik Retreats, referência em hotelaria de luxo na América do Sul, que trará ao World Wine Experince o vinho VIK, um blend de cinco cepas produzido em sua vinícola de vanguarda, a Viña Vik, propriedad e de 4300 hectares no vale de Millahue, a duas horas ao sul de Santiago, Chile. “Sem dúvida, esse rótulo é um dos grandes destaques do evento”, afirma Celso La Pastina, sócio proprietário da World Wine.

Além dos vinhos, haverá uma degustação de azeites da Bodega Garzón. Os Azeites de Oliva Extra Virgem “Colinas de Garzón” – Bivarietal NV; Azeite de Oliva Extra Virgem “Colinas de Garzón” – TrivarietaL NV; e Azeite de Oliva Extra Virgem “Colinas de Garzón” – Corte Italiano NV, estarão disponíveis para serem provados em mini taças ou com pães.

Nos eventos, haverá também um buffet com pães, queijos, frios e uma seleção de produtos La Pastina.

World Wine Experience – Novo Mundo

SÃO PAULO

Dia 22 de setembro

Horário: das 16h00 às 22h00

Local: Rubaiyat Faria Lima

Endereço: Av. Brigadeiro Faria Lima, 2954 – Jardim Paulistano

RIO DE JANEIRO

Dia 24 de setembro

Horário: das 16h00 às 22h00

Local: Rubaiyat Rio de Janeiro

Endereço: Rua Jardim Botânico, 971 – Jardim Botânico

Ingressos através do televendas (11) 4003-9463 ou em qualquer loja World Wine, por R$ 120,00 por pessoa ou R$100,00 aos associados da Associação Brasileira de Sommeliers (ABS)

Desconto na compra de vinhos participantes da feira.

Read Full Post »

Na semana passada, o evento promovido pela associação “Wines of Uruguay” trouxe à cidade de São Paulo o “Tannat Tasting Tour” que aconteceu no Hotel Intercontinental SP, com a assessoria e divulgação da CH2A Comunicação. Quem compareceu ao encontro teve a oportunidade ímpar de degustar vinhos de alta qualidade que os produtores uruguaios vêm apresentando.

GARZÓN-URUGUAI-TANNAT

A Tannat é uma uva originária do Sul da França que encontrou seu reinado nas terras do Uruguai, onde faz o maior sucesso. No sul do Brasil, ela também vem se expressando muito bem. Vinícolas como, por exemplo, a “Guatambu”, localizada na Campanha Gaúcha, vêm se destacando com vinhos de ótima qualidade elaborados com essa cepa. A Tannat dá vinhos bastante tânicos, ácidos e rústicos, mas, se bem trabalhada desde a videira até a vinificação, observando uma adequada passagem por madeira, pode gerar vinhos de grande estrutura, elegantes e longevos.

Da Província de Salto, ao Norte, à região de Canelones, ao Sul, próxima à capital Montevidéu, vinícolas como H. Stagnari, Garzón, Pizzorno, Carrau, Pisano, Varela Zarranz, Família Toscanini, Rodriguez Bidegain, De Lucca, cada qual representando uma diferente área de plantio, marcaram presença no evento, exibindo orgulhosos seus excelentes vinhos.

VARELA-ZARRANZ-URUGUAI-TANNAT

Destaco a seguir, alguns rótulos que me impressionaram bastante:

1- Garzón Tannat Reserva 2012 (com acidez, taninos e álcool tão bem integrados que mal se percebia seu teor alcoólico de 16,5%!)

2- Pizzorno “Primo” 2008 (com 94 pontos no “Descorchados”)

3- Pisano “Arret Xea” Gran Reserva 2009

4- Héctor Stagnari “Viejo” 2013 (coleciona 35 medalhas de ouro em concursos internacionais)

5- Varela Zarranz “Fusion Roble” 2013 (com 92 pontos no “Descorchados”)

Vale aqui comentar que a vinícola Rodriguez Bidegain apresentou um interessante Aperitivo de Tannat, uma espécie de licor servido graciosamente com lascas de laranja, refrescante e divertido.

RODRIGUES-BIDEGAIN-URUGUAI-TANNAT

Esse importante evento de vinhos nos fez testemunhar o excelente desempenho das Bodegas do Uruguai na produção de vinhos de qualidade. Isso é o que lhes garante um lugar de distinção no mundo do vinho e a consagração internacional da marca país Uruguai. Parabéns aos “hermanos” vizinhos!

Maria Uzêda

Read Full Post »

A SBAV (Sociedade Brasileira dos Amigos do Vinho) promoveu recentemente uma noite de degustação para apresentar a Importadora Esclusivo Wine Company que veio trazendo alguns de seus interessantes vinhos, para essa ocasião.

Estiveram presentes o Presidente da SBAV-SP, Sr. Gilberto Medeiros, associados amigos do vinho, imprensa e os sócios da Importadora, Juliano Buzzini Pulicci e Stefan Nagy, que fizeram a apresentação de cinco vinhos italianos, falando de seus respectivos produtores, suas famílias e seus castelos, assim como do processo de vinificação de cada um.

Inaugurada há cerca de um ano, a Esclusivo (nome italiano, que se escreve com “s”) nasceu da união de dois amigos, Juliano e Stefan, que se propõem a oferecer a seus clientes produtos cuidadosamente selecionados, respeitando acima de tudo a qualidade.

Em seu portfólio, há ótimos vinhos como os chilenos da Vina Milla, os argentinos da Spielman Estates, por exemplo, mas o destaque é para os italianos, cuja seleção mostra bem a diversidade de uvas e estilos que refletem a grande riqueza e o legado da vitivinicultura da Itália. Foram degustados, naquela noite, vinhos italianos de diferentes regiões, numa verdadeira viagem pelo país: Vêneto, Umbria, Piemonte e Toscana. A sequência dos vinhos foi a seguinte:

importadora-esclusivo-vinhos-italianos

1- “Prosecco Superiore Brut DOCG Conegliano-Valdobbiadene”

Vinícola Collalto – Vêneto

Vinícola da família nobre dos Condes de Collalto, elabora esse Prosecco com 100% de uva Glera colhidas na propriedade; possui aromas de maçã e notas florais, com bom perlage, ótima acidez; é seco, fresco e equilibrado.

2- “Il Moggio 2013 IGT”

Vinícola Goretti – Umbria

Essa vinícola histórica vem produzindo vinhos há quatro gerações. Elabora esse branco com 100% de uva Grecetto, passando 4 meses em barril de carvalho e 8 meses de afinamento em garrafa; mostra aromas de pêra e avelã, e, depois de agitar, aparecem aromas florais e de frutas cítricas; em boca um toque adocicado de pêssego, elegância e equilíbrio entre acidez e álcool (13,5%).

3- “Dolcetto D’Alba 2013 DOC”

Vinícola Cossetti – Piemonte

Vinícola histórica localizada em região próxima à Asti, produz com a uva Dolcetto esse tinto de aromas intensos de frutas vermelhas, cerejas e notas florais; em boca, delicados toques de caramelo e amêndoas, com taninos e acidez leves.

4- “Chianti Clássico Capotondo 2010 DOCG”

Vinícola Paladin-Vescine – Radda in Chianti – Toscana

Vinícola fundada em 1963, hoje conta com três vinícolas em diferentes regiões da Itália. Em Radda in Chianti, próximo à Siena, produz esse Chianti DOCG que apresenta aromas de frutas vermelhas como cerejas e framboesas, com especiarias e balsâmico ao fundo; em boca confirma as frutas vermelhas com um toque de cravo, taninos macios e média persistência.

5- “Amarone della Valpolicella Clássico Podere Cariano 2009 DOCG”

Vinícola Le Bertarole – Vêneto

Essa pequena vinícola fundada em 1923, próxima à Verona, usa somente uvas autóctones e tem seus vinhedos cultivados biológicamente. O Amarone Podere Cariano é elaborado com as uvas Corvina 30%, Corvinone 40%, Rondinella 20%, Dindarella 5% e Croatina 5%. Possui agradáveis aromas terrosos, florais e de cerejas; em boca mostra ameixas, cerejas pretas, páprica doce e bom corpo. Um vinho elegante e bastante equilibrado.

Essa foi uma pequena amostra do que a Importadora Esclusivo reserva para nós, consumidores. Diante de um mercado cada vez mais competitivo, a Importadora Esclusivo encara o desafio, oferecendo produtos diferenciados, de alta qualidade, com bom custo benefício. Cabe a nós, apreciadores apaixonados por vinhos, tirar vantagem dessa atraente oportunidade e aproveitar para abastecer nossas adegas.

Endereço da Importadora Esclusivo Wine Company no Brasil:

Rua Rio Grande, 504, Vila Mariana, 04018-001, São Paulo, SP.

Telefones: 11 2361-6793 / 2361-6796 e 99449-3419

Contato@esclusivo.com.br

http://www.e-sclusivo.com.br

Maria Uzêda

Read Full Post »

A semana passada foi marcada por um charmoso evento promovido pela Qualimpor, que além dos respeitáveis vinhos e azeites por ela importados, ofereceu também comidinhas e drinks. Foi uma ótima oportunidade para os enófilos e profissionais do ramo conferirem a qualidade de seus produtos.

Qualimpor-degustação-casa-itaim

Quatro vinícolas portuguesas e uma espanhola estiveram presentes, abrilhantando o evento com excelentes vinhos e azeites: Herdade do Esporão, Quinta dos Murças, Quinta do Crasto, Freixenet e Taylor’s.

Dentre os vinhos degustados, tiveram destaque:

1- “Quinta dos Murças Reserva DOC 2009”, um tinto elaborado a partir de cinco castas colhidas de vinhas velhas de 40 anos, bem equilibrado, frutado, bom corpo, notas tostadas e final fresco e persistente. O enólogo responsável, David Baverstock, esteve presente.

2- “Herdade do Esporão Alicante Bouschet” (AB), um varietal tinto surpreendente, com ótimo corpo, muita fruta, um toque mineral, um fundo de pimenta e final longo e persistente.

3- “Xisto Roquette & Cazes Douro” e “Roquette & Cazes” chamaram a atenção por seus marcantes sabores de fruto negros, o toque de especiarias, os taninos sedosos e presentes, com final longo e persistente. Eles fazem parte de um projeto de criação de grandes vinhos, resultante da união de duas famílias, os Roquettes da Quinta do Crasto e os Cazes do Château Linch-Bages, que se lançaram numa aventura vitivinícola para produzir vinhos com as castas do Douro que tivessem “o poder e o Sol de Portugal conjugados com a elegância de Bordeaux”. Assim nasceram esses belos exemplares da Quinta do Crasto.

Roquette-&-Cazes-vinho-de-portugal

4- “Crasto Superior 2013”, é produzido a partir da Touriga Nacional, Touriga Franca, Tinta Roriz, Souzão e uma porcentagem de vinhas velhas, composição que, segundo Tomás Roquette (presente no evento e membro da família proprietária da Quinta), resulta num “vinho de caráter muito especial”, apresentando notas de frutos silvestres, um toque de cravo, boa estrutura, taninos macios e final persistente.

5- A “Cava Freixenet Elyssia Pinot Noir” e a “Elyssia Grand Cuvée”, a “Cava Freixenet Reserva Real” e a “Vintage Brut” se destacaram em meio a uma nobre seleção de dez Cavas apresentadas pela vinícola Freixenet no evento. Situada em Sant Sadurní d’Anoia, na região espanhola de Penedés, a Freixenet é respeitada mundialmente por elaborar suas cavas através do método tradicional.

6- O “Vintage Port” e o “Porto 40 anos” brilharam no stand da Taylor’s com suas texturas ricas, estruturas sólidas e intensas, e um longo final… verdadeiras essências dos Deuses.

Taylors-vintage-port-wine

Visitar a CASA ITAIM nesse dia especial de evento a convite da Qualimpor foi uma agradável e deliciosa maneira de encerrar aquele dia frio e chuvoso de São Paulo.

Saúde a todos!

Maria Uzêda

Read Full Post »

Aconteceu em São Paulo, na semana passada, a maior feira internacional de vinhos da América Latina, o EXPOVINIS. O evento anual, que está em sua 19a. edição, é uma grande oportunidade para excelentes negócios, movimenta o mercado e traz as últimas novidades do mundo do vinho.

TOP-TEN-EXPOVINIS-2015-FEIRA-DE-VINHOS

Várias atividades paralelas foram realizadas durante o evento deste ano. O projeto Dr. Wine, por exemplo, atendeu a profissionais iniciantes ou que não têm consultoria de especialistas para montar uma carta de vinhos, dando dicas e sugestões valiosas. As Degustações “Premium”, com provas temáticas, foram conduzidas por grandes especialistas do setor.

Várias palestras gratuitas foram oferecidas ao público consumidor ou visitante iniciante na área de vinho. A Associação Portuguesa de Cortiça, por exemplo, promoveu a palestra “Vinho e Cortiça”, ministrada por Carlos Cabral.

A presença do Master of Wine, Dirceu Vianna Jr., único brasileiro a ostentar esse título, abrilhantou o evento, comandando a palestra “Ferramentas de Vendas Usadas em Países Europeus – Como Vender Vinhos em um Mercado Competitivo”, dirigida a profissionais do ramo.

Um grupo de doze conceituados profissionais do vinho se reuniu, nos dias que antecederam à feira, para uma mega degustação que elegeu os 10 vinhos de destaque do Expovinis 2015, neste que é o mais aguardado concurso de vinhos do Brasil. Selecionados em dez categorias, os rótulos eleitos foram:

aRACURI-ESPUMANTE-NACIONAL-EXPOVINIS

1- Vinho Espumante Nacional: “Aracuri Brut”, Chardonnay 2013.
2- Vinho Espumante Internacional: “Georges de la Chapelle Nostalgie”.
3- Vinho Branco Nacional: “Pericó Vigneto” Sauvignon Blanc 2014
4- Vinho Branco Internacional: “Casas del Toqui Terroir Selection” Sauvignon Blanc Gran Reserva 2014, D.O. Colchagua Valley, Chile.
5- Vinho Rosado: “Côtes de Provence Saint Sidoine” Rosé 2014, França.
6- Vinho Tinto Nacional: “Valmarino” Cabernet Franc Ano XVIII 2012.
7- Vinho Tinto Novo Mundo: “Renacer” Malbec 2011, Argentina.
8- Vinho Tinto Velho Mundo (Península Ibérica): “Pêra-Grave” Reserva 2011, Vinho Regional Alentejano, Portugal.
9- Vinho Tinto Velho Mundo (Itália, França e outros):”A Sirio” Sangervasio, IGT 2007, Toscana, Itália.

A-SIRIO-TOSCANA-ROSSO-EXPOVINIS
10- Vinho Fortificado: “Alambre Moscatel de Setúbal” 20 anos, José Maria da Fonseca, Portugal.

A participação cada vez mais expressiva dos produtores nacionais foi uma agradável constatação neste ano. O número significativo das Vinícolas do Brasil mostram que muito trabalho vem sendo feito no setor vitivinícola brasileiro e, o que é melhor, estão se saindo muito bem, com seriedade e muita criatividade. A vinícola catarinense Abreu Garcia, por exemplo, em parceria com a vinícola Cave Geisse (reconhecida nacional e internacionalmente pelo alto padrão de qualidade de seus espumantes), lançou na feira o “Geo”, elaborado com a uva branca italiana Vermentino, pelo método tradicional, um espumante de grande frescor, com boa espumação, finíssimo e intenso perlage e ótima acidez. A vinícola Guatambu, por sua vez, apresentou um tinto espetacular, o “Épico”, um corte de Tannat, Cabernet Sauvignon, Merlot e Tempranillo. A vinícola Aracuri, produtora do espumante nacional vencedor da feira, exibiu também um delicioso espumante Blanc de Noir, elaborado com a uva Pinot Noir pelo método tradicional, e o “Reduto”, um tinto estruturado e potente, elaborado com a uva Merlot em estilo Amarone.

ÉPICO-GUATAMBU-VINHO-NACIONAL-EXPOSVINIS

Das terras de Giuseppe Verdi, do famoso queijo Parmesão e do presunto de Parma, chegou ao Expovinis o “Lambrusco Ceci”, do produtor Otello Ceci. Apresentado em sua elegante linha “color”, esse Lambrusco possui teor alcoólico de 11%, diferentemente daqueles que conhecemos no Brasil com baixíssimo teor alcoólico. O “Otello on Ice” era uma novidade à parte, sugerido para ser tomado com gelo devido à sua forma de elaboração, com uvas bem maduras e mais encorpado.

Empresas de exportação e distribuidores internacionais apostaram no mercado brasileiro e chegaram trazendo suas novidades. Foi o caso da “Luxury Drinks”, empresa portuguesa que trouxe o vinho tinto “Pêra-Grave Reserva Tinto 2011”, um dos vencedores do concurso Top Ten do Expovinis 2015 e apresentou um respeitável catálogo de vinhos finos.

Esses foram alguns dos motivos que tornaram o Expovinis 2015 uma oportunidade ímpar de negócios e uma experiência enriquecedora para todos: enófilos, produtores, importadores e demais profissionais do setor vinícola.

Parabéns aos idealizadores, organizadores, promotores (BTS) e assessores de comunicação (CH2A Comunicação) que se empenharam para o sucesso da feira.

Maria Uzêda

Read Full Post »

« Newer Posts - Older Posts »